Sardina
  • Sardina
  • Sardina
  • Sardina

Sardinha

10-14 peças por quilo

A melhor sardinha é a que é capturada nas costas galegas. Um dos produtos mais tradicionais para celebrar a noite mágica de São João. É pescada sobretudo durante os meses de verão que é quando tem maior quantidade de gordura, que faz com que sejam magníficas grelhadas.

Peixe azul único na sua espécie, alimenta-se de plâncton, proveniente de distintos lugares, entre eles o Mar Cantábrico. Muito popular nas festas gastronómicas. O melhor momento para ser consumida é no verão, a partir de maio, mas  pode ser encontrada nos mercados praticamente durante todo o ano.

Peixe perfeito para uma grande variedade de pratos, em função do seu tamanho. Indique-nos, por favor, como pretende receber: inteiras ou limpas?

Selecciona Quantidade
2 Kg
2 Kg x 8,00 € / Kg = 16,00 €

A sardinha europeia ou sardinha comum (Sardina pilchardus) é um peixe da família dos clupeídeos, a sua área de distribuição natural é muito ampla, realizando migrações importantes do mar para a costa e vice-versa, dependendo das estações do ano e da temperatura dos mares.

 Na primavera aproxima-se da zona mais costeira e superficial e quando chegam as águas frias afasta-se. Alimenta-se de plâncton, que filtra através dos rastros branquiais presentes, principalmente no primeiro arco branquial. Tem um corpo alongado e pouco comprimido. A cabeça é bem destacada, com boca larga, nadadeira dorsal curta e alta, nadadeira anal baixa e caudal entalhada. O dorso é verde-acastanhado e ao longo dos flancos apresenta uma faixa azulada. 

O ventre é branco prateado e as barbatanas são incolores, exceto a dorsal, que é um pouco mais escura. Sardinha, um peixe azul, rico em ácidos gordos insaturados ómega 3 que ajudam a reduzir os níveis de colesterol e triglicéridos. Nutricionalmente fornece uma série de minerais (fósforo, magnésio, potássio, ferro e zinco) e vitaminas lipossolúveis: A, D e E.

Além da sua elaboração em conserva, a sardinha fresca é um peixe que se presta a uma grande variedade de pratos, basicamente em função do seu tamanho. O mais habitual, as grandes são preparadas na brasa ou grelhadas; as pequenas, é de grande tradição na Galiza a panada de “xoubas” (sardinha pequena).